As 1001 Histórias de Quinta do Anjo
introdução

O grande contador de histórias sobre a Quinta do Anjo era o Dr. António Fortuna, professor e historiador, falecido em 2008. Durante anos ouvi muitas histórias contadas por ele, e pelo seus irmãos, Izidoro e Sebastião. Contudo, com o passar dos tempos algumas histórias, que eram apenas contadas oralmente, deixaram de existir com o seu contador, e permanecem apenas na memória de quem as ouviu.

Em 2012 achei que ainda estava a tempo de recuperar, e passar a papel, algumas das histórias que ouvi em pequena. Convido todos, a contar as histórias que consolidem a cultura da nossa aldeia, acrescentando não só o ponto, de quem conta um conto, mas também as vírgulas e todas as exclamações que quiser.

Todos nós adoramos ouvir histórias, divertimo-nos com elas, aprendemos com elas e criamos identidade.
Afinal as histórias fazem-se de todos "os pontos e nós" que somos todos nós.
José Bárcia, o fotógrafo
O melhor moscatel de Setúbal
O melhor queijo de Azeitão
As peripécias das obras da igreja
O professor de música caído no esquecimento
Uma espécie de Jogos sem Fronteiras da aldeia
Os sepulcros neolíticos das Covas dos Mouros
Os tanques públicos para a lavagem da roupa
O cantor Xavier de Oliveira
A banda que deu origem à Sociedade de Instrução Musical

D. Santinha, a parteira da aldeia